Biu de Lira é citado por fazer pressão contra Michel Temer

O governo provisório não cede apenas às pressões do maestro do impeachment, Eduardo Cunha. O presidente interino também está “sensível” aos pedidos dos senadores.

Enquanto não se define o destino de Dilma Rousseff, Michel Temer parece disposto a atender as demandas de senadores. Não é para menos. Bastam dois votos e a presidente afastada volta ao cargo e o governo dele será de fato provisório.

O site o Antagonista revela que  uma das histórias envolve o senador Benedito de Lira e o seu filho, o deputado Arthur Lira.

“Michel Temer queria colocar na presidência da Comissão Mista de Orçamento o deputado Sérgio Souza, do PMDB, e um tucano como o seu segundo. No entanto, ameaçado por Benedito de Lira, viu-se obrigado a colocar Arthur Lira na presidência”.

Veja o texto:

A chantagem contra Temer

Brasil 27.05.16 14:25

Michel Temer está sendo chantageado por senadores que ameaçam votar contra o impeachment, caso o presidente interino não atenda aos seus interesses.

Uma das histórias envolve o senador Benedito de Lira e o seu filho, o deputado Arthur Lira.

Michel Temer queria colocar na presidência da Comissão Mista de Orçamento o deputado Sérgio Souza, do PMDB, e um tucano como o seu segundo. No entanto, ameaçado por Benedito de Lira, viu-se obrigado a colocar Arthur Lira na presidência.

O Congresso passou, assim, a ter um investigado na Lava Jato chefiando a principal comissão do Congresso Nacional. Benedito, aliás, também é investigado.

Esse tipo de chantagem continuará a ocorrer até que, se tudo der certo, Dilma Rousseff seja afastada definitivamente.

 

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa