G8 anuncia bloco de partidos em Maceió com potencial de eleger até 4 vereadores

Pra começo de conversa, o G8 fechou um bloco para disputar as eleições de Maceió que parte com quatro partidos: PTC, PSDB, PEN e PRTB.  Sim, o bloco pode ser ampliado, mas se ficar por aí não vai “prejudicar” o batismo do grupo.

Não custa lembrar o que diz o pré-candidato a prefeito Paulo Memória: “G8 é um compromisso de oito princípios, não de oito partidos”.

A coligação liderada pelo G8 não vai parar por aí. O presidente do PRTB em Alagoas, Adeilson Bezerra, avisa que as conversas com outras legendas continuam: “nas próximas semanas devemos ver esse bloco ampliado”, aponta. Entre as legendas que participam do entendimento estão PV, PPL e PSL.

Metade da metade

O bloco de 4 partidos do G8 deve eleger, no mínimo, dois vereadores. O cálculo é real e feito, por Adeilson Bezerra, com base nos candidatos de cada uma  das legendas.

“No nosso grupo será possível garantir a eleição para vereador de Maceió com 3,5 mil votos”, aponta. Se outros partidos, como o PV, entrarem na coligação, a matemática será outra: “vai dar para eleger até quatro vereadores”, pondera.

Bezerra se notabilizando pela formação de chapas alternativas e tem acertado seus prognósticos nas últimas eleições em Alagoas. Em 2014 ele costurou uma aliança que assegurou a eleição de um deputado federal e quatro deputados estaduais.

Partindo na frente

A formação de um bloco, desde já, foi avaliada em reunião com o senador Fernando Collor (PTC), no gabinete dele em Brasília: “a avaliação do senador é positiva. O nosso candidato, o Memória, já assegurou uma base para a eleição e existe uma grande possibilidade de ampliação dessa frente”, pondera.

EJ

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa