Veja quem ganha para deputado estadual, segundo um especialista

Professor Marcelo Bastos fez projeções para as eleições de Alagoas
Pelo PSDB, Rodrigo Cunha é um dos favoritos, segundo especialista

Em 2012 publiquei no Blog da Gazetaweb do Edivaldo Junior com alguns dias de antecedência, as projeções do professor Marcelo Bastos (diretor do Marcelo Cursos e Colégio Pontual),  a relação dos candidatos a vereador que deveriam ser eleitos em Maceió.

Ele acertou, em cheio.

Agora trago as projeções de Marcelo para as eleições de deputado estadual, publicadas no semanário Extra Alagoas. São projeções que confirmam pesquisas de “consumo interno” das principais coligações e batem com a avaliação de vários analistas. Eu também concordo, em grande parte, com elas.

O quociente eleitoral (número de votos necessário para eleger o primeiro candidato) é estimado entre 50 mil e 60 mil votos.

Considerando que eleição proporcional em Alagoas se decide por um conjunto de fatores (popularidade, carisma, dinheiro, poder e influência familiar, entre outros), a avaliação também de Marcelo para os prováveis eleitos para a Assembleia Legislativa é a seguinte:

PRTB/PPL/PMN deve eleger 3 ou 4 deputados, tendo como candidatos mais fortes Antônio Albuquerque, João Beltrão, Cícero Ferro e Francisco Tenório. “A coligação ainda conta com dois concorrentes com grande estrutura: Léo Loureiro e Jairzinho Lira”, aponta.

PSB, SD, DEM, PP, PPS, PRP, PR, PSDC devem eleger de quatro a seis deputados. Jó Pereira, Inácio Loiola, Jeferson Morais, Marcos Barbosa, João Caldas, Chico Holanda, Severino Pessoa, Alberto Sextafeira, são citados, pela ordem como os mais votados da coligação. Correm “por fora” no grupo: Ângela Garrote e o Pastor João Luiz.

PDT, PMDB, PSC, PTB e PSD, acredita o analista, deve eleger 10 deputados. Os nomes mais contados no atual cenário são: Sérgio Toledo, Ricardo Nezinho, Olavo Calheiros, Dudu Holanda, Isnaldo Bulhões, Luiz Dantas, Cícero Cavalcante, Wilson Júnior, Cidoca, Jota Cavalcante e Alves Correia. “Correm por fora”, mas não serão eleitos: Thaise Guedes, Tarcizo Freire, Ferreira Hora, Dr. Ronaldo Luz e Kil.

PROS, PT do B, PHS, PC do B e PV deve eleger dois. Marcelo Victor será o “puxador de votos”. Na briga pela segunda vaga da coligação estão Carimbão Júnior e Professor Edvaldo.

PT usou a mesma estratégia do último pleito para deputado estadual e não fez coligação pode eleger até três deputados. Judson Cabral, Marquinhos Madeira, Ronaldo Medeiros e Pinto de Luna almejam são os mais cotados.

PSDB/PRB deve eleger de dois a três estaduais: Bruno Toledo, Gilvan Barros Filho, Edval Gaia Filho, Galba Novais e Rodrigo Cunha estão na disputa, sem favoritos, aponta Marcelo.

Descrição do autor

Redação

Há 2 comentários. Adicione o seu

  1. 5 de outubro de 2014 | marina disse:
    Quem ganhou
  2. Edivaldo Junior
    6 de outubro de 2014 | Edivaldo Junior disse:
    Tem matéria no site com a lista dos eleitos

Participe da conversa