Controladoria conhece sistema de combate à corrupção em São Paulo

A controladora-geral do Estado, Rosa Tenório, conheceu na última sexta-feira a metodologia usada pela Controladoria Geral do Município de São Paulo que consiste em investigação de análise patrimonial como ferramenta de combate à corrupção.

A viagem foi a convite do controlador Geral do Município de São Paulo (CGM-SP), Mário Vinícius Spinelli. Rosa Tenório esteve na companhia da secretária de Controle e Transparência do Espírito Santo, Angela Soares Silvares.

O uso da metodologia de análise patrimonial dos servidores públicos tem como objetivo identificar casos de enriquecimento ilícito, o que inclui a produção de informações estratégicas e de inteligência, a utilização de matrizes de risco, o cruzamento de dados e uso de processos de análise de fluxos de caixa.

A estratégia desbaratou, em novembro do ano passado, a Máfia do Imposto Sobre Serviços (ISS), suspeita de desviar R$ 500 milhões da Prefeitura de São Paulo.

“Conhecer o trabalho de investigação e o sistema implantado pelo município de São Paulo foi importante para Alagoas como ferramentas de controle interno preventivo e combate à corrupção, que são diretrizes do governo Teotonio Vilela”, afirmou Rosa Tenório.

Descrição do autor

Bccom Comunicação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa