Escolas públicas do Vale do Mundaú colocam 150 alunos no ensino superior

Pelo menos 150 alunos de escolas públicas ligadas a 7ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) – que contempla União dos Palmares e municípios vizinhos- foram aprovados em processos seletivos para o ensino superior.

Entre os aprovados no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) na região de União dos Palmares, alguns conseguiram entrar em cursos concorridos como Medicina e Direito.

Foi o caso de Girlane Dias, 18 anos, ex-aluna da Escola Estadual Manoel Matos, de Santana do Mundaú, aprovada em Medicina na Universidade Estadual de Ciências da Saúde do Estado de Alagoas (Uncisal). Desde 2012 que ela vinha tentando Medicina, já tinha sido aprovada em Enfermagem, mas não desistiu do sonho de ser médica.

“Enquanto não passei em Medicina não me conformei”, disse ela. “Para isso, foi muito importante o apoio que eu tive da escola”, acrescentou.
Em dois anos consecutivos, a Escola Manoel de Matos, vencedora da última edição da versão estadual Prêmio Gestão Educacional teve dois alunos aprovados no curso de Medicina da Uncisal. Além de Girlane, em 2013, o jovem Gleidson Lyra da Silva também foi aprovado.

União dos Palmares – Aprovada em Direito no Cesmac, Joyce Lima de Matos, 18 anos, até o final do ano passado era aluna do Ensino Médio da Escola Estadual Manoel Costa Cavalcante, em União dos Palmares.

Para ela, os aulões promovidos pela 7ª CRE foram importantes para a sua aprovação. “Agradeço aos professores e à direção da escola por tudo que fizeram por mim. Se não fossem eles com certeza eu não teria conseguido aprovação no vestibular”, destacou Joyce.

Suas colegas do curso de magistério – Carla Thays Anacleto, 17 anos, e Josefa Lais da Silva Amorim, 17 anos – também tiveram êxito no vestibular. Carla foi aprovada em Pedagogia e Thays em Letras, pelo Instituto Federal de Alagoas (Ifal) na modalidade a distância.

Para Elisabete Silva Ferreira de Melo, diretora da Manoel Costa Cavalcante, o cursinho preparatório foi decisivo na aprovação dos alunos no vestibular 2014.
“Realizamos vários aulões e pelo menos um madrugadão, para preparar os nossos alunos para o vestibular. Todo esse esforço foi compensador, já que tivemos vários alunos aprovados no vestibular”, enfatizou Elisabete.

Santana do Mundaú – A professora Quitéria Calado, diretora da Escola Estadual Manoel Matos, em Santana do Mundaú, disse que pelo menos metade dos alunos que participaram do ‘Projeto Pré-Vestibular Solidário’ da escola foram aprovados para cursar o ensino superior.

Iniciativa da própria escola, o cursinho vem sendo mantido com a colaboração de professores a ex-alunos. “Vamos dar continuidade a esse trabalho, que vem facilitando o acesso dos nossos alunos nas universidades e faculdades”, afirmou.

O projeto, como explica a diretora, nasceu devido a grande procura de alunos que já tinham concluído o Ensino Médio, mas precisaram retornar à sala de aula para reforçar a preparação para o vestibular.
A experiência-piloto teve início em 2011 com 30 alunos que concluíram o ensino médio no município de Santana do Mundaú, oriundos da rede pública, aprovados em processo seletivo.

Willames Lardislau, 19 anos, e José Orleandson, 21 anos, estão entre os alunos do cursinho que foram aprovados no vestibular 2014.

“Eles mostraram muita garra e muita força de vontade para superar as dificuldades e acreditar que seria possível”, afirmou Quitéria, orgulhosa do bom desempenho de seus alunos.

Para Willames, aprovado no curso de Administração Pública do Ifal, é um sonho entrar em curso superior. “Sempre quis fazer um curso nessa área. Por isso estou muito feliz com a aprovação”, afirmou Willames, que trabalha na venda de produtos de higiene e limpeza no município.

Servente de pedreiro no canteiro de obras das casas do projeto de reconstrução, José passou em Geografia e está muito satisfeito com o curso. “Sempre gostei de Geografia. Por isso, vou dar tudo de mim para concluir esse curso”, afirmou.

Orgulho – “Fico feliz em ver o esforço desses alunos sendo recompensado, com a aprovação deles na vestibular. Isso mostra que estamos no caminho certo, ao incentivar a preparação deles para o ingresso no curso superior”, afirmou Rosário Sarmento, coordenadora da 7ª CRE.

Segundo ela, este ano, várias atividades preparatórias – tipo ‘aulões’ e ‘madrugadões’ – estão sendo programadas, visando à preparação dos alunos da região para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e outros processos seletivos para o ensino superior.

Agência Alagoas

Descrição do autor

Bccom Comunicação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa