Mesa da ALE promete revogar portaria que cede servidores ao Executivo

Em reunião com representantes dos servidores da Assembleia Legislativa de Alagoas, no começo da tarde desta segunda-feira (14), a presidência da Mesa Diretora prometeu revogar a portaria que cede 300 profissionais da Casa de Tavares Bastos ao poder Executivo. Ainda nesta terça-feira, haverá outra reunião entre o presidente da ALE, deputado Fernando Toledo (PSDB) e os servidores.

De acordo com o presidente da Associação dos Servidores da ALE, Eduardo Fernandes, a presidência constatou o equívoco cometido na cessão de servidores que trabalham diariamente no mais diversos setores administrativos. O acordo, ainda segundo Fernandes, era ceder apenas os profissionais lotados na ALE que recebem, mas não trabalham.

O despacho foi assinado pelo presidente da Casa de Tavares Bastos, deputado Fernando Toledo (PSDB), e versa sobre a cessão de 300 servidores da ALE ao Poder Executivo.“É um absurdo. Não vamos aceitar a determinação; poderemos fechar a Assembleia amanhã”, confirmou o presidente.

Com essa medida, segundo ele, a presidência quebra o acordo que havia sido feito junto com representantes dos servidores, visto que Toledo havia se comprometido em ceder os servidores sem atribuições na Casa de Tavares Bastos. Amanhã, eles se reúnem com a Mesa para que o impasse seja resolvido.

“Todo ano é isso. E, agora, tempo de eleição, os deputados querem que sobre mais dinheiro com a transferência dos colegas. Porém, não vamos aceitar, é uma lista feita sem critérios. Além de fechar a Casa, poderemos entrar com um mandado de segurança, pedindo a revogação”, acrescentou o presidente.

Em resposta, a assessoria da ALE explicou que o presidente Fernando Toledo se reunirá com a Mesa Diretora e a direção da Casa, com o objetivo de analisar os nomes que constam na relação. Toledo alegou que não tomara conhecimento de quais servidores seriam cedidos.

Os nomes foram divulgados pelo portal de notícias, na semana passada, e a Portaria, publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) desta segunda. Conforme a determinação, os servidores deverão se apresentar, no prazo máximo de sete dias úteis, à Secretaria de Estado do Gabinete Civil.

Gazeta Web

Descrição do autor

Redação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa