Sesau monta operação para socorrer vítimas de desabamento do moinho

Sesau monta operação para socorrer vítimas de desabamento do moinho

A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) montou, na tarde desta segunda-feira (7), uma operação de salvamento para socorrer as vítimas do desabamento ocorrido no Moinho Motrisa, no bairro Poço, em Maceió. Além de destinar uma ala exclusiva do Hospital Geral do Estado (HGE) para atender as vítimas, também foram enviados médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem ao local, além de 16 ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), duas motolâncias e um helicóptero.

Até as 18 horas desta segunda-feira (7), cinco pessoas foram socorridas e encaminhadas para o HGE, onde uma equipe está de plantão para atender as vítimas. Segundo o Serviço Social da unidade, as vítimas socorridas são Jonas Natanael dos Santos Feitosa, 17 anos, que está entubado, com escoriações e seu estado de saúde é gravíssimo. Também se encontra internado no HGE, José Cicero Bernardo da Silva, 47 anos, que sofreu escoriações leves, encontra-se com colar cervical e seu estado de saúde é estável.

Ainda segundo o Serviço Social do HGE, Ricardo Lima de Souza, 43 anos, sofreu ferimentos leves, respira espontaneamente e seu estado de saúde é estável. José Gomes da Silva, 67 anos, também foi socorrido pelo Samu, tendo sofrido escoriações leves e seu estado de saúde é estável. A quinta vítima socorrida pelo Samu foi Joseli Gregório de Andrade, 47 anos, que se encontra no HGE e está sendo submetido a exames de imagens, mas seu estado de saúde é estável.

De acordo com informações do Corpo de Bombeiros, ainda existem pessoas soterradas nos escombros e as equipes do Samu e do HGE continuarão no local até realizar o atendimento de todas as vítimas. Além dos médicos de plantão, foram convocados mais seis profissionais para realizar o resgate das vítimas, segundo informou a secretária-adjunta de Estado da Saúde, Sylvana Medeiros.

“Montamos uma operação de salvamento para socorrer todas as vítimas do desabamento, ocorrido no Moinho Motrisa. Estaremos no local até que todas as vítimas sejam resgatadas”, afirmou Sylvana Medeiros, que esteve no local do acidente para acompanhar o trabalho dos profissionais da Sesau.

Doação de Sangue 

Diante do acidente que deixou várias pessoas feridas, o apelo por doações de sangue aumenta, já que muitos pacientes devem necessitar de transfusões. Por esta razão, a diretora do Hemoal, Verônica Guedes, faz um apelo para que os maceioenses possam comparecer ao Hemoal, no Farol e Trapiche, nesta terça-feira (8).

Para doar sangue o voluntário não pode ter contraído doença de Chagas, Aids, sífilis e hepatite após os 11 anos e deve ter idade entre 16 e 69 anos, no mínimo 50 kg e portar um documento de identificação com foto. No caso dos menores de 18 anos, é necessário estar acompanhado dos pais ou portando um documento de identificação oficial e original dos pais, além de uma autorização formal, cujo formulário pode ser baixado no site www.saude.al.gov.br/hemoal.

Já as gestantes e lactantes não podem doar sangue e, para repetir o procedimento, é importante respeitar um prazo de dois meses para os homens e três para as mulheres. O Hemoar está localizado na rua Dr. Geraldo Barbosa Lima, no Centro de Arapiraca, atendendo de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14 às 18h.

Em Maceió, os doadores de sangue podem se dirigir a dois postos de coleta. O Hemoal Trapiche funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h, e aos sábados, das 8h às 12h. Já no Hemoal Farol, localizado no Hospital do Açúcar, o atendimento é realizado das 7h30 às 11h. No interior, as doações podem ser realizadas no Hemocentro Regional de Arapiraca (Hemoar), que está localizado na Rua Geraldo Barbosa, no Centro de Arapiraca. A unidade funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h.

Agência Alagoas

Author Description

Bccom Comunicação

Sem Comentários ainda.

Participe do debate