Em abril, os volumes previstos de chuva trarão condições positivas para a agropecuária

Em abril, os volumes previstos de chuva trarão condições positivas para a agropecuária

O mês de março termina com uma condição climática bem típica dessa época do ano. Ao longo do mês ocorreram chuvas em praticamente todo o Brasil, mas, em geral, estas chuvas ficaram abaixo da média climatológica do mês. Os maiores volumes de chuvas foram registrados no Norte do país e em Mato Grosso; enquanto a Bahia, Sergipe e Alagoas foram os Estados mais secos em março.

No caso das regiões Sudeste e Nordeste, as chuvas de março beneficiaram as lavouras e pastagens, mas foram insuficientes para reverter o deficit de chuva acumulados nos meses do verão, agravando ainda mais as condições dos reservatórios de água. As chuvas de março mantiveram uma condição de excesso de umidade do solo em grande parte do norte do Brasil, em Mato Grosso e em parte de Goiás. Além disso, as chuvas das últimas semanas ajudaram na recuperação das condições de umidade do solo nas áreas produtoras de cana-de-açúcar, laranja e café.

A tendência para o mês de abril é de muita variabilidade na distribuição das chuvas, porém, em geral, beneficiando todas as regiões do Brasil. Com relação à temperatura, permanece uma condição de calor e tempo abafado para as próximas duas semanas sobre o Brasil. Uma nova frente fria deve atingir o Sul do Brasil na próxima semana e volta a provocar chuvas nos três Estados. Mas, além desta, não há previsão de entrada de novas ondas de frio sobre o Sul do país ao longo do mês de abril.

A primeira semana do mês terá muita instabilidade e chuvas isoladas sobre o Sudeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil. As chuvas para São Paulo e Minas Gerais em geral beneficiam o setor agropecuário. Para Mato Grosso, a chuva prevista para a primeira semana de abril já não é tão bem-vinda, pois atrapalha a finalização da colheita e o desenvolvimento do milho segunda safra, em função do excesso de umidade do solo e da redução da radiação solar. A previsão para Mato Grosso e Goiás é que as chuvas diminuam a partir do próximo final de semana.

No Nordeste, abril também começa com chuvas sobre o Sertão e o Agreste, áreas que se encontram no período das chuvas, o chamado inverno nordestino, provocado pela Zona de Convergência Intertropical.

Rural BR

Author Description

Bccom Comunicação

Sem Comentários ainda.

Participe do debate