Produtos agrícolas devem determinar variação do IPC em 2014

Produtos agrícolas devem determinar variação do IPC em 2014

O economista do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (Ibre/FGV), André Braz disse na última sexta-feira, dia 27, que a taxa de variação do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) será determinada pelo comportamento do setor agrícola. O IPC subiu de 0,65% em novembro para 0,69% em dezembro, encerrando o ano com alta de 5,51%.

De acordo com Braz, os preços administrados devem avançar em 2014, com altas da tarifa de energia elétrica e do ônibus urbano. Ele citou que o Rio de Janeiro, por exemplo, já sinalizou que haverá reajuste do transporte no próximo mês. Como existe essa previsão de alta dos preços administrados, o que deve compensar esse avanço é o comportamento da parte agrícola.

– Se ela de fato subir menos, como se prevê, é provável que tenhamos uma taxa de variação do IPC em 2014 muito parecida com a deste ano. Se isso não ocorrer, por força dos aumentos aguardados para preços administrados, é provável que em 2014 tenhamos uma taxa acima da de 2013 – afirmou Braz.

Os chamados vilões do IPC neste ano, segundo o economista, foram refeição em bares e restaurantes, com alta de 9,35% em 12 meses, aluguel residencial (9,08%), plano de saúde (8,06%), empregados domésticos (8,02%) e cigarros (15,25%). Já os itens que deram alívio ao índice foram tarifa de energia elétrica (-15,07% em 12 meses), tarifa de ônibus urbano (-1,42%), automóvel usado (-2,52%), IPVA (-4,14%) e óleo de soja (-19,25%).

Assessoria

Author Description

Redação

Sem Comentários ainda.

Participe do debate