Festa de Ano Novo: Fiscalização da SMCCU será intensificada

A Superintendência Municipal de Controle do Convívio Urbano (SMCCU) intensificará a fiscalização ao uso de espaços públicos durante as festas de Ano Novo, em Maceió. Neste ano, cerca 150 fiscais estarão espalhados pela cidade para garantir o direito de ir e vir da população.

De acordo com o superintendente-adjunto da SMCCU, Alfredo Gazzaneo, não será permitida a privatização do solo urbano com a instalação de estruturas que diminuam ou restrinjam o livre acesso do cidadão à orla marítima.

“É proibida a colocação de mesas, tendas, toldos, barracas ou palcos na areia da praia. Porém, as famílias poderão levar suas cadeiras para desfrutar dos festejos de Ano Novo. O que não pode é cobrar pela utilização delas, tornando isso um comércio”, orientou.

No caso dos ambulantes, a determinação é para que eles recolham seus carrinhos e equipamentos instalados na região da praia até as 16h do dia 31. Após esse período, eles só poderão vender em caixas de isopor e em espaços no entorno da Praça Gogó da Ema, na Ponta Verde, onde a SMCCU realizará um ordenamento de vendedores. Continua proibida a venda de bebidas em garrafas de vidro e churrasquinhos em espetos de madeira.

“Teremos cerca de 100 fiscais nas orlas de Pajuçara, Ponta Verde, Jatiúca e Cruz das Almas. Os trabalhos de orientação e fiscalização começam a partir das 6h da manhã e se estendem durante as festividades do ano novo”, afirmou o superintendente-adjunto.

Ainda de acordo com Gazzaneo, os fiscais também estarão atuando nos bairros do Benedito Bentes, Jacintinho, Clima Bom e Ipioca, onde acontecerão outros eventos. “Reforçaremos a fiscalização com quatro equipes que farão rondas por diversos pontos da cidade. Dessa forma, podemos descentralizar os trabalhos para coibir mais irregularidades”.

Além dos ambulantes, a fiscalização também estará atenta aos barraqueiros da orla. Segundo a SMCCU, somente é permitido o fechamento para a realização de eventos até os limites da área da barraca. Os proprietários só podem instalar tapumes, faixas ou outros materiais até um metro e meio de altura e com autorização do órgão municipal.

Gazzaneo alerta que a fiscalização será ainda mais rigorosa este ano para evitar que as irregularidades prejudiquem a população. “Vamos trabalhar para manter a ordem e um convívio urbano cada vez mais harmônico”, concluiu.Samuel Ferreira – Ascom SMCCU

 

 Assessoria

Descrição do autor

Bccom Comunicação

Ainda não há comentários.

Participe da conversa