Armadilhas auxiliam no controle da Helicoverpa armigera

Armadilhas auxiliam no controle da Helicoverpa armigera

Uma das questões que vem atormentando os produtores os produtores de soja, algodão, milho, feijão e tomate é a ocorrência de lagartas como a Helicoverpa armigera que tem alto poder de destruição nos cultivos de culturas transgênicas ou convencionais. As lagartas podem se alimentar de folhas e hastes dessas plantas, causando deformações ou podridões.

No Rio Grande do Sul, um grupo de trabalho formado pela Emater/RS-Ascar e mais 13 instituições, coordenado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), está monitorando e identificando a Helicoverpa.

Para avaliar a situação da incidência das lagartas desse gênero na região Central do Estado, bem como definir estratégias efetivas de convivência e de manejo do inseto, a Emater/RS-Ascar instalou armadilhas em Santa Maria, São Sepé, Santiago, São Pedro do Sul e São Martinho da Serra.
“A armadilha é um bom ponto de partida para saber o que está acontecendo na lavoura e ajuda na tomada de decisões para a adoção de outras ações de controle”, diz o assistente técnico de culturas do escritório regional da Emater/RS-Ascar de Santa Maria, engenheiro agrônomo Luiz Antonio Rocha Barcellos.

Monitoramento

De acordo com o técnico, os produtores devem acompanhar, monitorar, informar-se e estar em contato com os vários segmentos envolvidos no assunto. Na soja, a aplicação de defensivos é indicada quando forem encontradas, em média, quatro lagartas menores do que 1,5 cm por metro linear na fase vegetativa ou duas lagartas menores do que 1,5 cm por metro linear na fase reprodutiva.”
Em caso de dúvida na correta identificação da Helicoverpa armigera, orienta Barcellos, o produtor deve coletar o inseto e guardar em recipiente com álcool para encaminhar aos escritórios municipais da Emater/RS-Ascar da região, que encaminhará para reconhecimento junto ao Departamento de Defesa Fitossanitária, da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM). Atualmente, estão registrados no MAPA 20 inseticidas para o controle da lagarta na soja.

Diário da Manhã

Author Description

Bccom Comunicação

Sem Comentários ainda.

Participe do debate