Renan Filho e Arthur Lira tem apoio da maioria dos prefeitos de AL

O deputado federal Renan Filho do PMDB conseguiu um feito raro na política: ampliar a base de prefeitos da sua base de apoio.
Em 2010 quando disputou pela primeira vez o mandato para a Câmara Federal ele herdou bases eleitorais trabalhadas há vários anos por seu pai, Renan Calheiros, e seu tio, Olavo Calheiros e teve o apoio de 26 prefeitos.
Se for para a reeleição em 2014, Renan Filho terá o apoio de 40 prefeitos. Destes, 15 são do PMDB e os demais de outros partidos, inclusive do PSDB. Entre prefeitos tucanos que apoiam RF tem nomes conhecidos como James Ribeiro e Jarbinhas Omena.
Na trilha de RF, o deputado federal Arthur Lira, do PP, também conseguiu ampliar suas bases eleitorais e parte para a reeleição com o apoio de pelo menos 17 prefeitos, a maioria na região agreste.
Quem tem apoio consolidado de prefeitos, pelo que apurei, além destes dois na disputa de federal, são os pré-candidatos Marx Beltrão, com 7, Luciano Barbosa, com 5 e Maurício Quintella com 3.
Pedro Vilela, nome mais forte do PSDB na disputa pode ganhar o apoio de no mínimo 5 até 15 prefeitos, dependendo das composições que serão feitas.
Segunda força
Arthur Lira adotou uma estratégia que pode ser muito eficiente. Em mais de 40 cidades ele conseguiu o apoio da segunda força política – o grupo que faz oposição ao prefeito. Renan Filho também fez o mesmo em outras cidades.
Juntos, os dois deputados tem oi apoio da maioria dos prefeitos do estado e também da segunda força política.
Em outras palavras deverão ser os mais votados em 2014. Deverão, porque como se sabe, Renan Filho também é opção do PMDB para o governo. Nesse caso, ele deve “dividir” seu espólio eleitoral com nomes como Luciano Barbosa e Marx Beltrão.

Descrição do autor

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior é jornalista, colunista da Gazeta de Alagoas e editor do caderno Gazeta Rural

Ainda não há comentários.

Participe da conversa