Edital do concurso da PM deve ser publicado no próximo dia 25

No próximo dia 25. Essa é a data prevista para a publicação do edital do concurso da PM. Após autorização da PGE, a Secretaria de Gestão Pública assinou na semana passada o contrato com a Fundação Cespe, da UNB. Os prazos agora começaram a correr. “Espero que o edital saia já no próximo dia 25, mas é bom lembrar que ele pode ser publicado até o próximo dia 30, no máximo”, explica Alexandre Lages, secretário de Gestão Pública.

Após a publicação do edital serão mais 90 dias até a realização do concurso da PM, que deve ter suas provas aplicadas na segunda quinzena de setembro. Serão contratados mil policiais, com salários a partir de R$ 2,2 mil e mais 40 oficiais.

Esse é o número estabelecido no edital. Mas se o governador quiser – e tiver caixa para isso – pode contratar mais.

O secretário de Gestão, Alexandre Lajes, conversou com o blog também sobre o concurso da Polícia Civil, que deve contratar cerca de 500 policiais. Mas o concurso da PC, incluindo os dos peritos, deve demorar um pouco mais. “Antes de definir a data vamos negociar o Plano de Cargos e Salários da Polícia Civil. Também será preciso atualizar a legislação dos peritos criminais”, explica.

Quanto tempo? Nem o próprio secretário sabe. O que ele adianta é que o governo tem pressa. “Quanto menor for o tempo, melhor. Essa é a recomendação do governador”.

Com queda na arrecadação, secretários “apertam os cintos”

Alexandre Lages confira que a ordem continua: despesas de custeios congeladas, novos investimentos nem pensar. “A arrecadação desacelerou e chegou a cair em maio. Estamos contingenciando todas as despesas. A maior preocupação a partir de agora é com o desempenho da economia e, em especial, com a situação do setor sucroalcooleiro do nosso Estado”, aponta Lages.

Outro problema – anote aí – é a redução das alíquotas de IPI, um dos principais formadores do Fundo de Participação dos Estados (FPE) e dos Municípios (FPM). É provável que os repasses federais diminuam para os Estados mais pobres. É o Nordeste, em plena seca, bancando empregos nos Estados mais ricos do Brasil.

Descrição do autor

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior

Edivaldo Junior é jornalista, colunista da Gazeta de Alagoas e editor do caderno Gazeta Rural

Ainda não há comentários.

Participe da conversa